Pular para o conteúdo principal

[RESENHA] Dom Quixote volume 2 - Miguel de Cervantes

   Fala aí galerinha, tudo bem com vocês?
   Sei que estou sumida faz mais que um mês, mas resolvi me dar umas férias para que assim pudesse pensar e trazer um conteúdo melhor e mais adaptado para vocês leitores, que sempre estão por aqui e lendo nossas maravilhosas postagens. Além disso, neste meio tempo, consegui concluir algumas leituras e como podem ver pelo título desta linda resenha consegui concluir o até então "enrosco" Dom Quixote volume 2! Sim,  eu estava há alguns meses tentando concluir esta obra, mas não conseguia, então nas férias que me dei consegui me forçar a ler este livro e concluir com êxito o que eu mais tinha vontade. Então, depois de alguns meses quem aí quer saber o que achei do segundo volume de Dom Quixote?
   Dom Quixote volume 2 vai continuar a famosa trajetória do nosso louco mais amado, Dom Quixote de la Mancha, e seu fiel escudeiro, Sancho Pança. Porém, diferentemente das outras aventuras que encontramos no livro 1, este vai abordar diferentes perspectivas, já que Dom Quixote não é mais levado a sério neste volume, mas deixa eu explicar melhor.
   O segundo volume conta a partir do momento em que Dom Quixote teve sua recuperação e voltou as suas maluquices em encontrar um modo para assim desfazer a maldição que estava em sua amada Dulcinéia, porém ao sair um dos padres decide que irá se fingir de cavaleiro e combater com Dom Quixote, para que peça a ele que volte para sua casa e lá permaneça por um ano inteiro, mas antes de eles se encontrarem, o que já é costumeiro, Dom Quixote acaba encontrando novos mistérios, porém ele não imaginava que alguém iria escrever sobre seus feitos e ele seria reconhecido por várias pessoas.
   Esse reconhecimento acaba sendo uma forma muito terrível de as pessoas utilizarem dos conhecimentos, que aconteceram no livro 1, para entender completamente a loucura que está estampada na vida de Dom Quixote e com isso ele acaba ficando em lugares, que as pessoas só querem compreender sua loucura e ver o que ele pode fazer de inusitado para assim zombarem dele.
   É nesse momento que Dom Quixote irá se encontrar com uma jovem moça e seus ajudantes e irá ficar em seu castelo junto com seu marido, o rei, e eles se utilizam da bondade de Dom Quixote e Sancho Pança, para além de tirar sarro do mesmo criar novas aventuras, que na verdade são somente brincadeiras para que possam rir cada vez mais das trapalhadas, então dão até a Sancho um governo e este não aguentando acaba saindo do poder.
   Sendo bem sincera enquanto a este livro, fiquei decepcionada com o rumo que foi levado a estória, pois o que no primeiro vemos e ficamos empolgados em ler, neste a leitura é lenta e um pouco entediante. Com os personagens novos que são inseridos ficamos vendo uma forma mais chatinha, pois no momento em que eles querem brincar com Dom Quixote, acaba assim tirando o poder de suas aventuras, que no primeiro eram por ele mesmo procurar e inventá-las.
   Então, tomei este fator como o ponto fraco deste livro, mas o ponto forte está no final, porque não imaginei que aquilo que aconteceu fosse realmente acontecer, pois quando temos um personagem forte não esperamos que sua fraqueza será terminada do jeito que foi, mas gostei bastante do final. Sendo assim, dei para este livro apenas 4 estrelas, mas porque teve esses pontos que me deixaram bem chateada e angustiada e que me fizeram pensar que talvez o autor devesse ter parado apenas no primeiro livro.
   E vocês o que acham? Já leram os dois volumes de Dom Quixote? Se leram não se esqueçam de deixar aquele comentário para que possamos discutir mais sobre este livro e se ainda não leu você tem alguma vontade de ler? Nos vemos amanhã com mais uma postagem, beijinhos e fui!

Comentários