segunda-feira, 12 de junho de 2017

[RESENHA] O lado bom da Vida - Matthew Quick

   Olá galera, tudo bem?
   Espero que estejam ótimos e que tragam boas notícias para o dia de hoje. Espero também que não tenham sentido tanto a minha falta, mas como prometido estou de volta às postagens! Hoje a resenha  não tem nada de pessimista, como a notícia da semana passada e em comemoração ao Dia dos Namorados nada melhor do que um romance, mesmo que ele seja um tanto quanto triste e vocês vão saber disso em instantes.Vamos então a resenha de O lado bom da Vida de Matthew Quick.
   Pat Peoples, um homem de um pouco mais que 30 anos, acaba de deixar uma instituição de psiquiatria. Não se lembrando de nada ele apenas pensa em retomar o seu antigo relacionamento com sua ex mulher,Nikki, no entanto quando volta para a casa de sua mãe já não vê mais suas fotos de casamento, o que estranha no primeiro momento, mas após a explicação de sua mãe acredita que tudo está no seu devido lugar. Sua mãe corajosa e acreditando na cura de seu filho o retira do "lugar ruim" e o leva em uma clinica, na qual ele conhece o Dr. Patel, que assim como ele é fã dos Eagles, mas nada será fácil.
   Se lembrando de algumas coisas que Nikki sempre pedia Pat começou a fazer academia todos os dias e estava se tornando um homem bem mais atencioso, o que o fez mudar com todas as pessoas a sua volta inclusive com seu irmão Jake, que quando o reencontra dá uma camiseta do Eagles, time pelo qual todos eles são apaixonados, porém o que mais importa ele não irá se lembrar, que foi o acidente no qual levou ele para o "lugar ruim".
   Em uma de suas corridas Pat de reencontra com Ronnie seu amigo de muito tempo, o qual é casado com uma moça que Nikki odeia e é convidado pelos mesmos a comparecer em um jantar que seria naquela noite, porém como tudo é envolvido de certo interesse eles apresentam a irmã da mulher de Ronnie, Tiffany, a qual passou por uma situação semelhante a ele, porém a qual ele desconhece pelo fato de não se lembrar de tudo que aconteceu. E assim todos os dias Tiffany começa a persegui-lo, fazendo com que ele ache estranho e ouvindo sua mãe a convida para um jantar, com o único objetivo de fazer com que ela o esqueça. Será que dará certo?
   Outro fato super legal é que seu pai é uma pessoa muito difícil e como uma punição não conversa com Pat, sendo assim ele tem que conseguir o perdão de seu pai cabeça dura e ao mesmo tempo conquistá-lo para que volte a ter aquelas conversas de pais e filhos.
   "De uma maneira super interessante Matthew Quick conseguiu desenvolver O lado bom da vida espetacularmente. Como é narrado na visão de Pat somos realmente levados a acreditar que tudo é possível, pois ele é uma pessoa muito otimista o que interfere em todo desenvolver da narrativa, fazendo com que nos aproximemos de todos que estão a sua volta. Os nervos ficam a flor da pele em determinados momentos, o que me deixou mais intrigada com a narrativa e facilmente você se apega aos personagens. Recomendo o livro a todos, que gostam de livros voltados a dificuldades e uma boa história de vida." 

   Então pessoal por hoje é só espero que gostem desta resenha que eu tive tanta dificuldade em escrever, já que eu simplesmente amei este livro e por isso não dava para deixar de falar tantas informações. Não se esqueçam de comentar o que acharam deste livro, caso já tenham lido. Beijinhos e até a próxima!

Um comentário:

  1. Oi
    Eu li esse livro em 2015 ,e lembro de ter me impressionado com o otimismo de Pat.
    Na verdade às vezes o otimismo dele me irritava.Talvez por inveja ďe não ter o mesmo positivismo.
    Amei sua resenha
    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir