sábado, 14 de janeiro de 2017

[RESENHA] Dezesseis Luas – Margaret Stohl e Kami Garcia

   Olá pessoal! Tudo bem com vocês?
   Hoje, começaremos a rotina de postagens aqui pelo blog que serão todos os finais de semana, para que eu possa organizar coisas mais legais e compartilhar com vocês experiências que tive durante a semana. Nesta postagem iremos falar do livro Dezesseis Luas das autoras Margaret Stohl e Kami Garcia. Vamos lá?

   Dezesseis Luas é narrado em primeira pessoa, por Ethan Wate, um garoto de 16 anos que acaba de começar o primeiro colegial na pequena cidade de Gatlin, na qual nada muda e todos se conhecem. Ethan perdeu sua mãe há um ano e seu pai fica todos os dias trancado até altas horas escrevendo seu livro, fazendo com que Amma (uma segunda mãe) tenha que cuidar de Ethan.
   Imaginando que terá um dia normal de aula Ethan espera por seu amigo Link que já dirige e estes vão para a aula. Chegando lá recebem uma pequena detenção por chegarem atrasados e vão para sua primeira aula e como a cidade é tão pequena que nada escapa das fofocas, sabem que há uma nova menina na escola o que é muito diferente e que esta menina vive com o velho Ravenwood, a quem todos temem e dizem ser uma pessoa mal.
   Lena Duchanne tem 15 anos e está prestes a fazer 16, quebrando as regras de seu tio Macon decide estudar e lá passa por muito bulling, por conta de morar com seu tio, no entanto Ethan acaba ajudando ela em uma má situação que ela passa na escola fazendo com que todos queiram que ela deixe a escola, porém ninguém imagina o que ela é e o que está prestes a acontecer no seu 16º aniversário.
   Ethan e Lena se aproximam cada vez mais e começam a se apaixonar, porém niguém imagina o que pode acontecer com este romance proibido... Mistério, ação e muito romance são encontrado no livro Dezesseis Luas, nos trazendo uma estória inovadora e muito pretenciosa, porém em suas 500 páginas temos alguns parágrafos desnecessários e cansativos.
   “Dezesseis Luas é um livro muito bom, que mesmo sabendo que há mais 4 para sua continuação digo que não seria necessário se este livro fosse considerado o fim. Porém tudo envolve a Invocação de Lena para o caminho das Trevas ou da Luz, por tanto temos a necessidade dos outros livros. Ethan é um menino muito fofo em todo o decorrer da narrativa, mesmo que em alguns momentos Lena o deixe de lado, mas se mostra muito forte em relação a toda estória. Bem construída a narrativa não deixa a desejar em todos os quesitos, porém a autora poderia levar o fim um pouco mais objetivo.”

   Espero que tenham gostado de mais uma resenha, não se esqueçam de deixar nos comentários o que vocês acharam deste livro e se ainda não leram o que esperam e até a próxima *-* Beijinhos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário