Pular para o conteúdo principal

[RESENHA] Capitães da Areia - Jorge Amado


   Fala aí galerinha, tudo bem com vocês?
   Espero que tenham conseguido ler muito nesse final de semana. Hoje vamos falar do livro que estava na lista de livros da FUVEST e que aborda um tema bem interessante, o que ajudar quem vai prestar vestibular e também para quem quer conhecer uma história bem interessante e empolgante a cada momento.
   Vivendo na Bahia, os Capitães da areia, que são meninos sem pais, se utilizam dos roubos e dos "negócios" para conseguirem viver.
   Pedro Bala, um menino de quinze anos, líder dos capitães, é quem toma parte das negociações e quem sempre arruma novos projetos para eles conseguirem dinheiro, sendo assim um exemplo para todos os meninos.
   Professor, assim como seu apelido, é quem sabe ler e quem faz com que as crianças tenham sonhos, pois contava muitas histórias.
   Gato era o mais bem vestido e o qual usava da esperteza para conseguir as coisas. Este se apaixonou por uma moça da noite o que concretizou alguns de seus sonhos.
   Sem-pernas, por ter passado por muitos problemas e por ser manco era extremamente irritado, além de ser quem tinha um grande papel nos roubos dos meninos.
   Pirulito era o menino que acreditava em Deus e quem um dia decidira ser padre.
   João Grande, um dos personagens mais interessantes da narrativa e parente de Lampião, agia sempre de uma maneira bem interessante.
   Durante a leitura observamos a vida destes e outros meninos do Trapiche, com críticas sociais, políticas e até mesmo religiosas, porém também nos deparamos com as doenças da época, no caso varíola que matou muitas pessoas e até mesmo alguns dos Capitães.
   Após algumas aventuras somos apresentados a dois novos integrantes dos Capitães da Areia, Dora e seu irmão, quais mudarão muitas coisas, pois o nome capitães eram para ser somente meninos, mas o que vai mudar de uma maneira bem diferente com a chegada de Dora.
   "De uma maneira diferente e bem apresentada, José de Alencar nos faz entrar em contato com a história dos Capitães da Areia. A leitura, que possui gírias e palavras mais voltadas aos dias de hoje, decorrentes a idade e a escolaridade das crianças/adolescentes, faz com que nós leitores estejamos mais próximos da mesma. Com isso, recomendo o livro à todos."
   Bem pessoal e por hoje é só isso, espero que tenham gostado da resenha e me digam nos comentários o que acharam! Beijinhos e até a amanhã neste mesmo local!

Comentários