Pular para o conteúdo principal

[RESENHA] Til – José de Alencar

   Olá pessoal! Tudo bem com vocês?
  Hoje trago para vocês a resenha do livro Til de José de Alencar, que está na lista de livros da FUVEST deste mesmo ano. Vamos então à resenha...
   Em Til temos a estória de Berta, uma jovem que mora em um sítio bem pequeno, junto com a Tia Tudinha e também com Miguel, um rapaz belo e o qual é apaixonado (ou pelo menos se acha apaixonado) por Berta. Todos os dias Berta e Miguel vão ao encontro de Linda e Afonso, que por conta de seus pais não os deixarem entrar em contato com pessoas de classe mais baixa, ficam por pouco tempo, mas esse pouco tempo Afonso consegue brincar muito com Berta e Linda conversar com Miguel. 
   Linda é apaixonada por Miguel, que por estar interessado em Berta, fazendo assim Linda ficar muito decepcionada, então Berta que conhece o segredo de Linda, sempre a ajuda com este relacionamento. 
   O pai de Linda e Miguel, Luís Galvão, está para partir e é aí que entra o Bugre, um homem que por falta de dinheiro mata pessoas a mando de pessoas maiores, porém neste dia Berta vê o Bugre e lhe dá o seu santinho para assim ele devolver o dinheiro que ganhou para matar o pai de Linda, então por ter uma queda por Berta ele aceita e não mata Luís Galvão. 
   O Bugre tem um afeto imenso por Berta e só vamos conhecer o motivo no começo da segunda parte deste livro. No geral o livro aborda o tema familiar destas pessoas e também a descoberta do pai de Berta e a estória de sua mãe, que morreu há muito tempo, por alguns motivos que só iremos descobrir na segunda parte. 
   Este livro é considerado regionalista, na época dos romances e além de esta estória ser bem bonitinha e interessante ela descreve como que era a vida naquela época e se passa próximo a Araraquara, mostrando assim a diferença já entre as cidades. 

   “Til é um livro interessante, para conhecermos um pouco mais da época e por se tratar de um romance ele torna o livro não tão pesado, para os jovens lerem, entretanto é bom sempre termos ao lado um dicionário, pois José de Alencar é conhecido por colocar da mesma maneira que as pessoas da época e do local falavam então temos que procurar muitas vezes o que eles estão dizendo. Mesmo assim recomendo este livro para aqueles dias que você quer, além de conhecer um pouco mais de história, viver em um romance repleto de aventura.” T.P 

   Espero que tenham gostado de mais uma resenha e até à próxima! Beijinhos e tchau tchau.

Comentários