Pular para o conteúdo principal

[RESENHA] A Hospedeira - Stephenie Meyer

   Olá galera, tudo bem?
   A resenha que farei hoje para vocês é do livro A hospedeira, escrito pela autora Stephenie Meyer, mais conhecida por ter escrito a saga Crepúsculo composta pelos livros: Crepúsculo, Lua Nova, Eclipse, Amanhecer e A Breve segunda vida de Bree Tanner. Vamos então a resenha?

   Melanie está em uma busca, porém é pega pelos Buscadores e como tudo o que está acontecendo lá é levada para uma mesa de cirurgia para a implantação de uma alma, sendo assim ela morreria e não ficaria com Jared e Jamie.
   Após acordar Peregrina é quem está no corpo de Melanie e tem por único objetivo obter informações que ajudem aos Buscadores encontrarem outros corpos, no entanto algo inesperado acontece, Melanie é resistente e não deixa que Peg tenha controle total de seu corpo e consequentemente de suas memórias, além de que ela mostra a capacidade de poder se comunicar com Peg sem que ninguém ouça.
   Como as almas são boas e como de uma maneira estranha Peg não gosta da Buscadora, Melanie acaba permitindo que ela veja algumas de suas memórias e o que nunca havia acontecido durante as várias vidas de Peg acontece, ela acaba se apegando a Jamie, irmão de Melanie e se apaixone por Jared, quem é ou era o namorado de Melanie. Decide então ouvir a Melanie e abandona a buscadora e seu curandeiro, para encontrar seus humanos prediletos.
   Após uma grande viagem que quase propiciou sua morte Peg é levada ao esconderijo dos humanos e mesmo esperando que fosse bem recebida não foi o que aconteceu, eles a levaram para uma caverna super pequena e Jared bateu nela fazendo com que ela ficasse com muito medo e evitasse tudo que poderia acontecer. Com uma viagem em busca de alimento, enfim Peg foi solta e reviu Jamie, além de fazer amizade, porém nada será fácil, principalmente convencer as várias pessoas que moram lá de que não quer o mal de ninguém e que está lá por causa de Melanie que continua suas conversas pela mente de Peg.

   “Confesso que as primeiras partes de A Hospedeira foram lentos e mais lento ainda no tempo em que ela passou na minúscula caverna que não tinha nada que nos chamasse a atenção, porém no decorrer da narrativa vamos criando várias expectativas o que ajuda a melhorar um pouco. Minha nota final seria 3,5 já que deixou um pouco a desejar no início da narrativa. Recomendo aos leitores, porém não vão com muita sede ao pote!”

   Espero que tenham gostado da resenha de A Hospedeira e se já leu me diga o que você achou! Beijinhos a todos e até a próxima!

Comentários