Pular para o conteúdo principal

[RESENHA] O Engenhoso Fidalgo D. Quixote da Mancha Vol. II – Miguel de Cervantes

   Fala aí galerinha! Tudo bem com vocês? =)
   Espero que estejam todos ótimo e que estejam aproveitando bem a semana para colocar as leituras em dia! Hoje, vamos falar do segundo volume de Dom Quixote, que para quem ainda não leu temos já nossa primeira resenha do seu volume I da coleção da Abril, porém este em outras edições os volume um e dois estão juntos e tem um outro segundo volume que se refere a estória continuada anos depois. Vamos então conversar sobre Dom Quixote?

   Neste segundo livro ele está à espera de Sancho Pança que foi levar uma carta a sua princesa Dulcinéia. Sancho vendo que seu amigo Dom Quixote está à beira de loucuras, quando se encontra com uns amigos seus acaba por conversar com eles e explicar toda a situação, porém estas pessoas não estão sozinhas e veem que o que ele diz realmente se faz como uma pessoa louca mesmo.
   Sendo assim ele encontra outra moça que se chama Dulcinéia, que passou por um desilusão amorosa e se confinou em um local onde não a encontrassem e por isso acaba decidindo ir junto de Sancho encontrar Dom Quixote e propor que a ajude, pois como Cavaleiro Andante ele não poderia negar a uma princesa um desejo.
   Vão ela, Sancho e mais dois homens ao encontro de Dom Quixote que está totalmente nu e vivendo como um homem primitivo. Chegando lá eles acabam conversando e Dom Quixote aceita a missão, porém seria somente ela que iria fazer até que tudo se acabasse e depois disso voltaria a outras missões que encontrasse pelos caminhos.
   E é com este início que teremos a continuação desta louca aventura em que se enfiou Dom Quixote por simplesmente ler demais os romances de cavalaria.
   Neste livro ele vai se encontrar em muitas aventuras diferentes, porém o que era feito antes somente com Sancho acaba virando mais pessoas que acreditam que sua loucura tem algum pouco de sentido, mas decidem ir para verificar as loucuras pessoalmente e rir quando possível. Já que encontrar alguém assim tão excêntrico não é algo muito comum.
   Adorei o livro assim como o primeiro, a diagramação tem muitas informações que facilitam as leituras para o conhecimento de muitas coisas, pois tem vezes que eles falam situações muito antigas, que se não nos lembrarmos das aulas de história e se não há referências facilmente nos perdemos no rumo em que Cervantes quer levar na narrativa. Achei também super interessante o quando ele faz de referências a seus outros livros, que viriam somente depois.
   A narrativa como sempre é muito fluída, porém os personagens se mostram bem diferentes do que como em sua primeira parte, pois Sancho acaba meio que entrando na loucura e aceitando o que acontece com Dom Quixote, por mais que ainda tenha alguma sanidade. Mas este livro realmente me chamou mais a atenção, porque traz alguns personagens diferentes e que vamos conhecer melhor durante a narrativa.
   Recomendo o livro a todos, pois ele foi uma excelente leitura, mesmo que lenta, pois é um livro antigo e precisamos sempre prestar atenção nos detalhes para não nos perdermos. E vocês o que acharam? Já leram? Se sim me informe nos comentários o que acharam e vamos bater um papo.
   Nos vemos em breve! Beijinhos e até mais, fui!

Comentários