Pular para o conteúdo principal

[RESENHA] Ésquilo – Prometeu e Eurípedes – Alceste ( Luiz Antonio Aguiar)

   Olá pessoal como estão?
   Hoje eu, T.P, trouxe para vocês uma adaptação de dois teatros da mitologia, o que me faz refletir em como vou contar para vocês à estória que se passa em cada um deles. Porém, primeiramente gostaria de informar que este é o segundo livro da coleção, no entanto não precisamos ler o primeiro nem o último para completar a estória. Então vamos a primeira peça...
   Em Prometeu conhecemos um pouco a estória do nascimento até o reinado de Zeus, entretanto o principal foco do teatro é em como Prometeu foi castigado por dar o fogo dos deuses para os humanos, o que fez Zeus se enfurecer e ordenar uma sentença muito cruel para Prometeu que é o deus que prevê o futuro. Nessa peça aparecem: Hefesto, Poder, Força, Ninfas do Oceano, Poseidon, Corifeu, Io e Hermes.
   Em Alceste já vemos uma estória um pouco diferente... Alceste é a mulher de Admeto, que foi condenado a morrer, porém Apolo consegue uma chance para que este viva e o único problema é que ele tem que achar alguém para morrer em seu lugar e Alceste aceita, então a peça se passa desde sua morte ao o que irá acontecer depois. Nesta peça aparecem: Apolo, Morte, Coro e Subcoros, Corifeu, Servos, Héracles (Hércules), Eumêlo e Feres.
   “Para leitores(as) iguais a mim que são fascinados por estórias da mitologia o livro é uma excelente dica, mesmo sendo em forma de teatro. Não posso deixar de falar também que há várias ilustrações muito legais feita pelo Marcelo Pimentel. Então para os fanáticos de Percy Jackson essa pode ser uma próxima leitura, no entanto recomendo a todos este livro.” T.P
   Espero que tenham gostado desta resenha especial e diversificada das demais e até a próxima!

Comentários