terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Do Terror ao Romance.

    
   Ah.. Os vampiros!!! Quem nunca sonhou com Edward cullen...Imaginou Lucius Vladescul...se apaixonou pelos irmão Salvatore ou se encantou com Brad Pitt e
   Tom Cruise interpretando os sombrios, mas lindos Luis e Lastat na adaptação para os cinemas da obra mais conhecida de Anne rice, Entrevista Com O Vampiro? 

   As lendas sobre vampiros existem há séculos e muita coisa mudou com o passar do tempo e por isso, eu (G.S) fiz uma postagem especial para mostrar a vocês o contraste entre os vampiros clássicos (como o Conde Drácula de Bram Stoker) e os vampiros modernos (como os da saga Crepúsculo ou a série Como Salvar Um Vampiro Apaixonado).

   Sem mais delongas, em tópicos, selecionei alguns pontos que achei interessante mostrar:




   *Vampiros e suas segundas mortes (ou nao):

   Diferente dos vampiros clássicos, os vampiros modernos não morrem tão fácil. Em estórias como Diários do Vampiro, amuletos "do bem" como crucifixos, água benta, rosários, alho (este era utilizado na cura de doenças) não são mais eficazes quando usados para espantar vampiros! O modo como esses seres morrem se difere de autor (a) para autor (a). Na saga Crepúsculo, por exemplo, apenas vampiros conseguem matar vampiros (um humano não teria força suficiente para causar algum dano a espécie) e quando isso ocorre, o corpo do ser destruído, tem que ser picado e queimado. Já na obra de L.j Smith, se você fosse um vampiro não poderia se atrever a desafiar alguém armado com uma estaca de madeira, sair no sol sem um anel com função de bloqueador solar ou então tocar, beber ou cair em um poço com verbena.

   *O sol- Brilhar ou queimar?

   Em todas as obras que li ou assisti a adaptação para os cinemas, vampiros podem morrer em contato com o sol, porém há uma exceção.. Edward Cullen e os vampiros de Stephenie Meyer. Desde já quero que saibam que não a condeno por fazer Edward brilhar ao ser tocado pela luz do sol, afinal é a versão dela da lenda, mas apesar de eu não gostar muito da ideia, devo admitir que acho ideia bem autêntica! 
   Já em minha série de livros favorita como se livrar de um vampiro apaixonado, Beth fantaskey opta por tirar de vez à ameaça que o sol possa oferecer a seus vampiros.
  
   *Eternos bebedores de sangue:
   Uma característica que nunca mudou, e espero que nunca. mude, é o fato de os vampiros beberem sangue para sobreviver, afinal, vampiros sem sangue não são vampiros!
   *Sonhos.. Doces sonhos:
   Nas estórias antigas os vampiros podiam dormir e como não podiam sair ao sol, entravam em caixões e dormiam no período diurno(como podemos perceber nos livros de Anne Rice). Entretanto, os vampiros da atualidade são mais "humanos", ou seja, possuem costumes de humanos como dormem de noite ou quando querem e em camas normais, sem caixões. Neste caso e mais uma vez, Crepúsculo também se difere, pois na saga os vampiros nunca dormem- o que não deve ser muito legal.
  
   *Ah o amor- Seres que deveriam (ou não) ser sombrios seriam capazes de amar?
   Essa é a característica mais importante na diferenciação dos vampiros- antigos e atuais-que mudaram ao longo do tempo. já os presentes nas estórias de hoje, são bonitos, sensuais, apaixonantes e capazes de encantar qualquer mulher/ garota. Porém como já havia dito, nem sempre foi assim e podemos afirmar isso tendo como exemplo o Conde Drácula e o vampiro Nosferatu (personagem do filme alemão de 1922, dirigido por Friedrich Wilhelm Murnau). Nesta época, vampiros eram considerados seres sem alma e sem chance de amar e serem amados.
   Então a resposta correta é: os vampiros clássicos jamais seriam capazes de amar como Edward ama Bella, como Lucius ama Antanasia ou como Stefan e Damon amam Elena.

   Por hoje é so pessoal. Espero que tenham gostado e até a próxima!
  imagens google

Um comentário:

  1. AMEI O POST! Sim... sou uma apaixonada por vampiros e cada vez que leio um livro ou série diferente, descubro uma nova mitologia! Eu amo!
    Dentre meus vampiros tem: Os de Crepúsculos, da Anne Rice, da Richelle Mead, da House of nigth, Da Irmandade da Adaga negra, Do noite eterna, dos Cárpatos, os dos instrumentos mortais, entre outrosssss! ahahha
    Beijos
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2014/01/especial-do-blog-overdose-literaria.html

    ResponderExcluir