Pular para o conteúdo principal

Resenha: Morte na FLIP - Paulo Levy


   Olá pessoal estamos aqui com mais uma resenha do autor Paulo Levy. Este livro é a continuação do Réquiem para um Assassino com mais uma aventura do Policial Civil Dornelas.
   Morte na FLIP é um livro muito mais misterioso que o primeiro e não se passa na Feira Literária Internacional de Paraty e sim de Palmyra (todos nomes são inventados). Neste livro Dornelas se depara com um crime de uma autora Internacional Georgia que faz livros de romance femininos.
   Saindo de seu trabalho Dornelas decide passar na FLIP para ver se tudo está certo e lá vê uma baleeira saindo em um horário incomum acha muito estranho e liga para Solano e fala da sua suspeita. No dia seguinte recebe uma ligação do mesmo avisando que acharam um corpo na Praia Brava, então decide ir para lá. Quando chega vê tudo o que poderá ser usado para que o crime seja descoberto e depois então vai ver o corpo e vê que deve ser de uma estrangeira porque ela é muito mais alta do que as moças de lá. Ao olhar para vero que aconteceu com a moça vê a se bater na água a baleeira do dia anterior e pressupõe que esta moça era quem estava nela por causa da jaqueta.
   Quando vê os 17 cortes um pouco circulares procura a arma do crime, mas não acha, além do mais acha muito estranho pois nunca tinha visto nada que pudesse fazer o corte daquele jeito do mesmo jeito procura a arma do crime em todas as situações.
   No mesmo dia acaba recebendo a visita da organizadora da FLIP e de um rapaz avisando do sumiço da escritora então decide ir falar com a mulher da mesma. Depois de conversar com ela Dornelas confirma ser o corpo encontrado na praia Brava o da autora Georgia. Vendo-se com um caso muito grande Dornelas vê que não poderá esconder da Televisão Nacional e Internacional.
   Quem matou Georgia?
   “O livro é excelente e muito intrigante nos prende aos detalhes e só nas últimas páginas que vai mostrar a solução que até então achamos ser impossível. Um livro cheio de suspense e com muito amor Dornelas e Dulce :D Para que ainda não conhece o Paulo Levy recomendo os dois livros.” T.P

   Esperamos que tenham gostado desta resenha e até a próxima.

Comentários

  1. oi, adorei a resenha. Já li o primeiro e saber que esse é mais misterioso é bem chamativo, rs. e super legal saber que a Flip é em Palmyra, já estava imaginando como o delegado ia poder investigar algo fora da sua jurisdição, rs
    bjus
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Excelente resenha! Realmente o livro é ótimo, o Paulo escreve super bem e a trama é muito envolvente!

    Delegado Joaquim Dornelas "é o cara".

    Abraços, Isabela.

    www.universodosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário